quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Lost


Em que ponto da jornada será que a menina soltou a mão da mãe ou será que foi a mãe que soltou a mão da menina? O que é um facto é que, nalgum ponto do caminho, ambas se perderam uma da outra!

1 comentário:

  1. Acho que ninguém se perde de ninguém...
    Todo o ser humano corporiza para uma caminhada individual... e a liberdade é o primeiro instrumento que ele usa para se afirmar...
    Todo o pai deveria, o mais cedo possível, soltar as asas dos seus filhos. Com seriedade, com responsabilidade, com a consciência plena de que está a prepará-los para as suas missões particulares...
    Afinal, o inverso também é verdade. Nenhum filho tem o direito de impedir a felicidade dos pais... ainda que essa felicidade esteja noutro ponto, noutro caminho, noutra jornada...

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!