sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Nas mãos de Deus


Há momentos dolorosos,
que nos fazem gelar o sangue nas veias..
Porque por mais que nos esforcemos,
com empenhos calorosos..
não somos capazes de derrubar as barreiras,
dos sofrimentos pavorosos.., que grassam à nossa volta.
Sem chão permanecemos,
Pequenas e impotentes criaturas mortais..
"Servis para quê nesta vida, cheia de ais?"
Aos poucos..,
vão sobrando apenas as reticências da nossa alegria,
e loucos.. constatamos dia a dia..
que poucos são os que nos entendem e completam,
que nada é para sempre "ad eternum"
e que também somos nada p'ros demais!

1 comentário:

  1. *
    a vida é como as noras,
    e nós somos um dos alcatruzes,
    seguimos unidos e de modos diferentes !
    ,
    brisas serenas,
    ,
    *

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!