terça-feira, 28 de junho de 2011

Angélico Vieira


A minha homenagem silenciosa..
sobretudo porque custa reconhecer quão frágil é a vida!

9 comentários:

  1. O Rio é a linha que se desdobra e nos separa da outra margem...

    Desta, onde ainda estamos, um aceno silencioso e a certeza de que, um dia,também nos encontraremos.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. ...e quanto é mau mão termos respeito por nós próprios, ao ponto de desprezar a nossa segurança...Um simples cinto que é obrigatório...
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. ....lamento o acontecido.
    As Tvs daqui noticiaram essa tragédia.
    beijo

    ResponderEliminar
  4. A nossa vida está sempre por um fio... Dura realidade, mas a mais pura das verdades! Vivamos da melhor forma que pudermos, pois tudo passa muito rápido...
    Meus sentimentos pela sua inestimável perda!
    Bj
    Helô

    ResponderEliminar
  5. "Demore na dúvida ...
    E descubra a sabedoria que insiste em se esconder
    Na ausência das palavras!"

    (Pe. Fabio de Melo)

    Beijos e meu carinho...M@ria

    ResponderEliminar
  6. Agradeço sua visita e tb por fazer parte do meu cantinho...

    Sinto muito o acontecido...demais....

    desejo que DEUS dê o conforto necessário...

    deixo pra vc meu carinho...

    Zil

    ResponderEliminar
  7. Gostei da forma que interagiu com a imagem lá no blog. Ela até combina mais com o que você escreveu do que com o que eu escrevi. Seus pensamentos são reflexivos e profundos. Voltarei com mais calma.

    abraço

    ResponderEliminar
  8. Não sou familiar e nem sequer seguia muito de perto a carreira do Angélico mas.. o seu desaparecimento tão repentino faz-me confusão! Que pena não podermos estar a falar apenas em mais uma série de ficção!
    Os meus sentimentos à família e amigos!

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!