sábado, 4 de junho de 2011

Tudo é uma questão de hábito

Eu sou a tua companhia do dia dia.
Eu sou a tua maior ajuda ou o teu maior fardo.
Eu vou elevar-te ao sucesso ou arrastar-te para o insucesso.
Eu estou completamente ao teu comando.
Metade das coisas que fazes, podes muito bem deixar a meu cargo e eu vou ser capaz de as executar rapidamente e de forma correcta.


Eu sou fácil de lidar; tu só tens de ser firme comigo.
Mostra-me exactamente como é que queres que algo seja feito e após algumas lições vou executá-lo de forma automática.
Eu sou um servo de todos os grandes homens,aliás, de todos os falhados também.
Eu não sou uma máquina, mas trabalho com a precisão de uma.
Eu não sou um homem mas trabalho com a inteligência de um.
Tu podes usar-me para a fortuna como também para a ruína, para mim tanto faz.
Utiliza-me, treina-me, sê firme comigo e vou colocar o mundo a teus pés.
Se fores negligente comigo.. posso realmente destruir-te!

Quem sou eu?

4 comentários:

  1. Só a máquina pode realmente destruir a negligência ou o erro!
    Só!
    Como não és a máquina...

    ResponderEliminar
  2. Não sei realmente.....Mas a máquina..parece ser
    um bom palpite...!!!!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Quem és tu? eis aí um grande enigma...
    Abração

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!