domingo, 24 de julho de 2011

Do contra

7 comentários:

  1. Contra as LeisA partir de hoje penduro ao pescoço
    Com uma corda de crina o relógio que marca as horas;
    A partir de hoje cessam o curso das estrelas
    E do sol, e o canto do galo e a sombra;
    E tudo aquilo que a hora nunca anunciou
    Está agora mudo, surdo e cego:
    Toda a natureza se cala para mim
    Diante do tiquetaque da lei e da hora.

    Friedrich Nietzsche, in "A Gaia Ciência"

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Como sou do contra(facção) vou fazer link. Obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Contra mestre contrariado contra contra almirante...

    ResponderEliminar
  4. Olá, gostei do texto...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. ... e quem não é, algum dia? :) Boa semana!

    ResponderEliminar
  6. Parece que nada existe sem o seu oposto.
    Há sempre um "contra" nas pequeninas e nas grandes coisas.
    Até... em tudo aquilo que fazemos.
    Olhando para o meu "recanto"... apenas "tu" resististe! Muita coisa terei feito "contra" o gosto de muita gente...
    Afinal... diz-me... quem és tu, MM????...

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!