sexta-feira, 29 de julho de 2011

Terapia freudiana

Normalmente escrevo aqui no blog, de duas formas:
Ou, depois de pensar sobre um assunto,
resolvo, dissertar acerca;


Ou, deixo fluir tudo o que aflora apenas à minha mente,
como se fosse uma catarse de algo desconhecido para a razão:
Torna-se uma espécie de terapia freudiana..
onde eu, escrevo, neste caso, tudo o que me vem à ideia,
mesmo aquilo que não faz muito sentido,
imaginando que essas frases/ideias vêm do meu inconsciente,
onde, habitualmente a minha mente consciente não acede.
E depois sim, dedico-me a ler com aturada calma,
cada palavra, linha e frase, tentando perceber nas entrelinhas,
quem eu realmente sou...
Ou pelo menos, com o intúito de me entender no âmago de mim mesma!
E muitas vezes, surpreendo-me encontrando o que não esperava encontrar
e mais do que isso: muito sentido no caos!!

8 comentários:

  1. E quem realmente és, MM???...

    ResponderEliminar
  2. engraçado, algumas vezes, eu faço a mesma coisa quando pinto. Principalmente quando começo minhas aquarelas com aguadas, sem desenhos prévios.Acho que é o mesmo processo, também procuro saber quem sou, alcançar meu inconsciente.Um abraço, MM

    ResponderEliminar
  3. Acredito que muitas das nossas aflições Freud explica...
    Venha nos conhecer
    http://uaimeu10.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. o caminho nunca termina onde sonhamos. vamos encontrando aos pedaços a memória perdida.

    abrç

    ResponderEliminar
  5. lINDA SUA ALMA.
    Realmente o caminho se faz caminhando.
    Amei a fotografia tb.
    que seu fim de semana seja lindo.
    bjus

    ResponderEliminar
  6. Escrever é uma descoberta permanente, uma surpresa constante... e um prazer que não se descreve!

    ResponderEliminar
  7. Boa reflexão sobre si mesma.
    Beijo carinhoso e bom final de semana.
    Mara

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!