terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pontas Soltas


Há tantas pontas soltas..

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Vácuo


Bloqueei no espaço-tempo!
Fiquei ali, à deriva,
suspensa de mim..sem gravidade..,
no vácuo da vida!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Fiquei triste...

(Obra de Jean Bailly)

Fiquei triste..
Cada palavra que me entrava pelo ouvido dentro,
tão banal.., tão corriqueira.. tão normal..
fazia estremecer o meu estômago..
A certa altura..
o meu olhar toldou-se.. e fiquei com um nó na garganta..
Tive que fazer um esforço para disfarçar o incómodo..,
não fosse alguém perceber e entender mal esta reacção!
Aliás..
"perceber e entender mal a reacção" - que coisas escrevo eu!!
Mas sim.., é verdade: A que propósito vem agora esta tristeza?!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Etapas


As etapas sucedem-se..
provavelmente,
mesmo que eu não me aperceba da bondade da maior parte delas,
farão parte do meu crescimento como pessoa
e, sobretudo, como alma!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Atentamente


Estava a olhar para um daqueles bichitos do papel,
que nos chateiam.. apenas porque achamos,
que eles não têm nada que estar nas nossas casas!
Desta vez resolvi olhar com mais atenção..
coloquei-me até no lugar do tal bichito.. um ser vivo afinal..
Na verdade, ele não tem sequer noção da minha existência..
não faz ideia de que eu, apenas com um gesto rápido e preciso
o posso destruir..
Mas ele, tal como nós, também deve ter família..
filhos para criar..
Para ele a minha sala é um enorme espaço a percorrer para encontrar
alimento para se sustentar a si e aos seus!
(No fundo, o mesmo que eu faço todos os dias,
quando saio de casa para ir trabalhar..)
Será que a cidade onde eu vivo é apenas a sala de estar de alguém..
de outra dimensão, que existe sem que eu me dê conta?
que pode destruir-me apenas com uma pisadela certeira?
O candeeiro que está aceso no centro da minha sala,
deve ser para ele, como o sol é para mim!
que por sua vez.. pode ser o candeeiro da sala de alguém..
Mais uma vez, mundos, dentro de mundos..
Mundos que não têm noção dos outros mundos..
Deixei o bicho do papel em paz..
mesmo que isso signifique alguns furos n'algum livro da minha estante!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Disfarça e assobia..


Se a solidão te bater à porta..
o melhor é não lhe dares importância,
disfarça e assobia para o alto:
Ela há-de desistir e ir-se embora!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Ordem e Caos

Basta meio segundo para se passar da ordem ao caos!
Mas, aquilo que não reparamos é que no interior dos "vulcões",
a tensão já se vem acumulando há vários anos!


(A propósito dos últimos acontecimentos em Londres e, não só!)/>

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Decifrando ..


Sempre achei ter queda para decifrar olhares..
dos outros!!
Gosto mesmo de me vangloriar de que,
decifrando um olhar, consigo decifrar uma alma!
dos outros!!
E as descobertas que faço, nessas análises .., são imensas!
Umas boas e outras nem por isso, como é bom de ver..
mas, sempre muito úteis:
afinal é sempre bom estarmos prevenidos,
e sabermos com o que podemos contar!
Mas..
Difícil, difícil é decifrar-me a mim própria!!

domingo, 7 de agosto de 2011

sábado, 6 de agosto de 2011

Acções


Todos nós somos vítimas,
e beneficiários de nós próprios,
pelas acções que tomamos em cada instante!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Dias serenos


Os dias têm passado.. simples, serenos
até agradáveis..
Enfim.., às vezes há uns arranhõezitos mas..
nada que deixe cicatrizes!!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Redacção: A nossa casa!!

(Que saudades dos tempos mais simples em que
uma redacção era a maior dor de cabeça que poderíamos ter!!)


Redacção: A nossa casa

A nossa casa é o nosso castelo,
nela somos reis - sentimo-nos seguros,
protegidos das inseguranças do mundo,
das alfinetadas alheias,
do calor, do frio, da chuva..
de uma sociedade dura e insensível!
A nossa casa é o nosso castelo,
as suas paredes são nossas cúmplices:
estão ali quando estamos felizes,
estão ali quando estamos tristes!
Penso naqueles que, à conta da crise que se vive,
tiveram de entregar a sua casa,
naqueles que vivem a céu aberto, sem um tecto,
sem um abrigo.., sem protecção!
A nossa casa é o nosso castelo!
Quase sempre..

De génio e louco..


De génio e louco.. dizem,
todos nós temos um pouco!
Que a minha parte genial se sobreponha, sempre, à outra!
Mas, é preciso cuidado!! Nunca fiando..
Uma das minhas loucuras "favoritas"..
é achar que o mundo gira todo à minha volta..
'tadita'.., dá-me para isto! :)
E, depois quando acordo.. e, vejo que não..
fico tristonha de dar dó!! :(
É bem feita! Quem manda ser parva!!
Manias...

Uma vida


Como deve ser bom ter uma vida..
de verdade - sentida!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!