sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Vácuo


Bloqueei no espaço-tempo!
Fiquei ali, à deriva,
suspensa de mim..sem gravidade..,
no vácuo da vida!

10 comentários:

  1. eu também queria ficar, por um momento, no vácuo da vida! Muito boa sua poesia!

    ResponderEliminar
  2. E no vácuo da vida deixamo-nos levar, talvez na esperança de tocar novos caminhos...
    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Muito bom pegar uma nuvem,
    tirar os pés do chão,
    aproximar-se do etéreo!

    Beijo, querida!

    Marlene

    ResponderEliminar
  4. Lindo!
    Poesia é isso, dizer muito com poucas palavras e vc o fez muito bem, com lirismo e sensibilidade.
    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  5. Tantas vezes me acontece... e é bom quando estou assim!

    ResponderEliminar
  6. Boa Noite!
    Meu Blogue “Lusofonia Poética “está sendo Homenageado no Blogue “Um Farol Chamado Amizade”. Convido a todos para irem até lá e conhecer mais um espaço cultural.
    Sua visita me deixará muito feliz.
    Beijo,
    Mara

    http://nuestramizade.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Estes vácuos nos apontam novos caminhos.

    Beijos MM

    ResponderEliminar
  8. É no vazio que se encontra as re
    spostas. Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Nos vácuos tbm se acha a saída.

    Gostei daqui!
    =)

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!