sábado, 6 de outubro de 2012

Como te atreveste a tanto,,

Como pudeste semear em mim sementes de amor, se à partida já sabias que não ías conseguir regá-las, e que acabaríam por morrer, em agonia ?

1 comentário:

  1. A paixão é mesmo isto, nunca sabemos quando acaba ou se transforma em amor...

    Beijo.

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!