domingo, 18 de julho de 2010

Tempo


Traço a compasso no mapa,
os passos de quem me rodeia e já não consegue fazê-lo,
por seu próprio pé e cérebro;
"Desbarato" o tempo que tenho, à procura de soluções,
que minimizem os estragos que fazes ao passares pelas nossas vidas;
Ergo-me na tua frente... Suplico!!
Como fazer para parar os teus ponteiros torpes e certeiros,
que marcham sobre nós definhando-nos a todos,
sem compaixão!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!