segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Atentamente


Estava a olhar para um daqueles bichitos do papel,
que nos chateiam.. apenas porque achamos,
que eles não têm nada que estar nas nossas casas!
Desta vez resolvi olhar com mais atenção..
coloquei-me até no lugar do tal bichito.. um ser vivo afinal..
Na verdade, ele não tem sequer noção da minha existência..
não faz ideia de que eu, apenas com um gesto rápido e preciso
o posso destruir..
Mas ele, tal como nós, também deve ter família..
filhos para criar..
Para ele a minha sala é um enorme espaço a percorrer para encontrar
alimento para se sustentar a si e aos seus!
(No fundo, o mesmo que eu faço todos os dias,
quando saio de casa para ir trabalhar..)
Será que a cidade onde eu vivo é apenas a sala de estar de alguém..
de outra dimensão, que existe sem que eu me dê conta?
que pode destruir-me apenas com uma pisadela certeira?
O candeeiro que está aceso no centro da minha sala,
deve ser para ele, como o sol é para mim!
que por sua vez.. pode ser o candeeiro da sala de alguém..
Mais uma vez, mundos, dentro de mundos..
Mundos que não têm noção dos outros mundos..
Deixei o bicho do papel em paz..
mesmo que isso signifique alguns furos n'algum livro da minha estante!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!