quinta-feira, 14 de abril de 2011

Vulcão


Lúgubre finar o do sentimento:
Aflora rubro à superfície,
sequioso da água da fonte,
com as raizes expostas ao vento,
e quando não encontra terreno fértil..
morre em silêncio, num breve estremecimento,
sem se aperceber das belezas da planície,
que o rodeiam, do sol que se põe atrás do monte..
imaginando que o mundo é como aquele pedaço de terra - todo hostil!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!