sábado, 16 de julho de 2011

Fera


Há pessoas que ao que parece, nasceram já cruéis..
Vibram numa sonoridade fina e alta, fria e torpe,
abanando as estruturas de quem está por perto;
Parecem sentir-se bem a provocar..
Espetam a cada instante mais um pouco..
o alfinete enferrujado,
esperando que a ferida infecte e doa,
e que a vítima grite e blasfeme,
e arranhe e responda no mesmo tom;
E, friamente.., aguardam..
e, gozam, vendo a vítima sucumbir,estrebuchar,
cansada de tanto esforço inútil!
E, tal qual feras, observam, lambendo as "patas", sorridentes,
deliciando-se com a energia que a todo o instante sabem sugar!!
E o mais "engraçado" disto tudo..,
é que no final do embate, os papéis invertem-se..
e quem era fera, passa a vítima e a vítima...
vira a má da fita!!

3 comentários:

  1. Com certeza há muitas pessoas assim.. e cabe a nós nos prevenirmos desses tipinhos.

    Beijoquinhas super em seu coração MM Lisboa!

    Verinha

    ResponderEliminar
  2. Pois...

    Essa de as pessoas nascerem boas...

    é uma treta!

    Os cromossomas é que comandam.

    Tudo quanto se pode e deve fazer é procurar

    torná-las melhores - pela educação!

    ResponderEliminar
  3. Sábias palavras, amigairmã.
    Eu peço licença pra acrescentar: Entre aquele que fere e o que é ferido, mais perde o que fere, por que de sua vítima flui o sangue que, logo, poderá ser estancado, mas nele o sangue verterá, literalmente, para dentro de si mesmo,inundando, sem ele perceber,
    a sua consciência, tornando-o um infeliz traste humano
    neste mundo, porco e asqueroso em que, infelizmente,
    é dominado por seres revoltados, como ele.

    ResponderEliminar

Sinta-se à vontade para comentar como bem entender!

Selinho oferecido pela Verinha

Selinho oferecido pela Verinha
a quem eu muito agradeço!